Mulher assassinada no domingo à noite é mais uma vítima do ‘Condomínio da Morte’

0
1562

Corpo da vítima foi encontrado em uma rua nas proximidades do Condomínio Serra do Mar, marcado pela violência constante

Uma mulher, de aproximadamente 40 anos, foi encontrada morta na noite deste domingo (9) Rua Honofre Holtman, no Rio Pequeno, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O crime ainda é um mistério para os policiais, mas a Guarda Municipal da cidade já confirmou que Valéria Santos era moradora do Condomínio Serra do Mar, conhecido na cidade como Serra do Mal ou Condomínio da Morte por causa das várias mortes registradas nos últimos anos.

Segundo a GM, a mulher foi achada morta na rua, que é a principal do bairro e fica a cerca de 800 metros de distância do condomínio, por volta das 20h, com dois tiros no rosto. A polícia acredita que a mulher possa ter sido vítima da organização criminosa que atua dentro e nos arredores do condomínio.

Histórico tenso

Os conjuntos de prédios Serra do Mar I e II, no bairro Riacho Doce, são considerados pontos críticos quando o assunto é violência. Na semana passada, desde 2012, ano da entrega dos imóveis, o pátio do estacionamento do residencial, de 594 apartamentos, já foi palco de aproximadamente 30 mortes, conforme a GM. A onda de assassinatos tornou o local conhecido pelos apelidos negativos.

Moradores denunciaram à reportagem que os residenciais são comandados por um traficante de dentro da prisão. “Sabemos o nome dele. Um traficante, matador já bem conhecido da Justiça, comanda tudo da cadeia”, disse, sem se identificar, um dos moradores entrevistados.

Conforme quem vive no residencial, há representantes do tráfico na administração do condomínio – de síndicos a porteiros. “A gente acredita até que existam policiais envolvidos”.

Para as pessoas que não têm envolvimento com o crime que acontece lá dentro dos portões dos nove blocos, viver no Serra do Mar tem sido uma tarefa de sobrevivência.

 

Lucas Sarzi/Tribuna

SEM COMENTÁRIO