Suspeitos de violência contra mulher são alvos da Operação Violeta em São José dos Pinhais

0
1333

2 3 4 5 6 7 8 9

Quatorze pessoas foram presas, sendo quatro em cumprimento de mandados de prisão e dez em flagrante, durante a operação “Violeta” deflagrada na manhã desta quinta-feira (17), pela Delegacia da Mulher e do Adolescente de São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba.

Cerca de 20 mandados judiciais – cinco de prisão, sete de apreensão de menor e seis de busca – contra suspeitos de violência contra mulher, estupradores e menores infratores, em diferentes bairro do município, foram cumpridos. Um adolescente foi apreendido, outros seis menores permanecem sendo procurados, além de um suspeito com mandado em aberto permanecer foragido.

Durante a operação, que aconteceu em vários bairros do município, as equipes apreenderam seis armas, entre elas, uma espingarda, três pistolas, sendo uma 9 mm (uso exclusivo das forças de segurança pública), outra 380, uma .40, além de munições e uma pequena quantidade de drogas. Três veículos furtados foram recuperados, um gol, um punto e uma moto.

Um dos veículos recuperados foi localizado pelo Grupamento de Operações Aéreas (GOA) da Polícia Civil, que deu todo o apoio aéreo no cumprimento dos mandados de prisões a fim de evitar possíveis fugas.

As investigações duraram 30 dias e contaram com o apoio do serviço de inteligência da Guarda Municipal da cidade. “A Guarda Municipal nos deu um apoio fundamental no levantamento dos alvos presos durante a operação”, falou a delegada responsável pela operação, Tathiana Guzella, completando que a integração entre as forças policiais são essencias para a proteção da comunidade.

Na delegacia, dois dos alvos presos na operação confessaram informalmente outros crimes praticados por eles na região, entre eles homicídios e tráfico de drogas. A dupla foi encaminhada para a Delegacia Regional de São José dos Pinhais, a fim de apurar os demais crimes cometidos por eles. Outro mandado cumprido se trata de investigado por crime de estupro de vulnerável, cuja as vítimas são três crianças (de idades entre 9 e 11 anos), sobrinhas do suspeito.

“Todos os alvos desta operação possuem inquéritos independentes, por crimes e investigações próprias, cujas as vítimas são consideradas vulneráveis legais –mulheres e crianças – onde os crimes envolvidos são considerados verdadeira covardia”, ressaltou a autoridade policiai.

A ação contou com o apoio de 60 policiais, entre eles policiais da Delegacia da Mulher e do Adolescente de São José dos Pinhais, da Delegacia Regional de São José dos Pinhais, da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

O nome da operação é uma homenagem ao Dia Internacional da Não Violência Contra Mulher, que é comemorado no dia 25 de novembro.

NOMES DOS PRESOS EM FLAGRANTE
Geovani dos Santos, 22 anos (preso com armas e munições)
Jean Lima dos Santos, 19 anos (preso com armas e munições)
Marlon Robert Julie Barreiro, 21 anos (preso com armas e munições)
Nelson Ozires dos Anjos Rocha, 41 anos (preso com a espingarda calibre 32)
Luiz Mario Couto Bibian, 24 anos (preso com o carro furtado)
Diogo de Oliveira, 28 anos (preso com uma moto com alerta de furto)

 

Fonte e foto/DPC

 

SEM COMENTÁRIO