Polícia Militar registra oito acionamentos relacionados com crimes ou delitos eleitorais até às 11h deste domingo, no Paraná

0
1931
Central de Atendimento ao Eleitor em Curitiba.

Até às 11h deste domingo (30/10), a Polícia Militar do Paraná recebeu oito acionamentos relacionados a crimes eleitorais, dos quais um resultou na apreensão de mil santinhos. Em todos os atendimentos, que aconteceram em Curitiba (PR), a PM foi até os locais, mas não houve flagrante e, portanto, ninguém foi encaminhado. O esquema de policiamento para o 2º turno das Eleições 2016 que acontece nos municípios de Curitiba (Capital do estado), Maringá (Noroeste do estado) e Ponta Grossa (Campos Gerais). Neste dois últimos não houve ocorrências até às 11h.

A Operação Eleições tem como intuito garantir a segurança e a ordem pública no Paraná durante o pleito eleitoral, passando a vigorar de maneira intensa a partir de sábado (29/10) até enquanto for necessário, depois do término da votação de hoje (30/10). A PM atua nas proximidades dos locais de votação com 1.897 militares estaduais.

Em Curitiba (PR), a Polícia Militar recebeu oito acionamentos envolvendo arregimentação de leitor ou propaganda de boca de urna, porém em nenhum deles foi constatado o crime eleitoral. Os locais foram Rua Carlos Campos, no Boa Vista; Rua Trindade, no Cajuru; Rua Pastor Antônio Polito, no Alto Boqueirão; Rua Alvorada, no Guabirotuba; Rua Imaculada Conceição, no Prado Velho; Rua João Alves de Araújo, no Cajuru; Rua Atílio Pioto, no Uberaba. Já na Rua Chile, no Rebouças, os policiais foram acionados e encontraram, em frente ao local de votação, um veículo Gol, de cor cinza, com mil santinhos no seu interior. Uma pessoa que estava próximo ao carro foi orientada e liberada, sendo o material apreendido.

Desde o início da operação a Polícia Militar está atuando, por meio dos Comandos Regionais e do Comando do Corpo de Bombeiros, com o policiamento presença nos locais de votação com a participação de outros órgãos de segurança pública e de fiscalização com o objetivo de garantir e preservar a segurança pública no território paranaense nas eleições.

Em Curitiba os infratores estão sendo encaminhados ao Fórum Eleitoral para a assinatura de Termo Circunstanciado, com sua posterior liberação. No município de Ponta Grossa os infratores são encaminhados ao Fórum da comarca da cidade, ficando a cargo da Polícia Federal, já em Maringá são levados diretamente para a PF.

EFETIVO – Durante o pleito eleitoral os três Comandos Regionais da PM, onde encontram-se os municípios que tem 2º turno, contam com um número de efetivo policial que está dividido nas zonas eleitorais. O 1º Comando Regional da PM (1º CRPM/Curitiba) conta com um efetivo de 1.397 policiais militares em todas as suas áreas de votação. O 3º Comando Regional da PM (3º CRPM/Maringá e região) tem 250 policiais militares; já o 4º Comando Regional da PM (4º CRPM/Ponta Grossa e região), por sua vez, também com 250 policiais militares.

 

Fonte e foto/PMPR

SEM COMENTÁRIO