Gelou tudo! Tempestade de granizo deixa ruas de Curitiba com ‘neve’ Mas, mesmo quem estava preparado para um toró, se surpreendeu com a forte chuva de granizo que caiu por cerca de dez minutos

0
14895

granizo4 granizo3 granizo1

Raios e trovões no começo da tarde desta quinta-feira (06) fizeram muita gente que estava pelas ruas de Curitiba apressar o passo. Mas, mesmo quem estava preparado para um toró, se surpreendeu com a forte chuva de granizo que caiu por cerca de dez minutos.

Veja a previsão do tempo para os próximos dias

A quinta-feira já começou chuvosa em Curitiba e região metropolitana. A previsão do Simepar alertou que o tempo ficaria instável, com chuvas de intensidade fracas a moderadas e isoladas ao longo do dia.

A chuva de granizo começou por volta das 13h e, apesar da forte intensidade, teve breve duração. Por enquanto, não há registro de atendimentos do Corpo de Bombeiros por causa do granizo.

Segundo o Simepar, amanhã (07) não há previsão de chuva, apenas muitas nuvens. A mínima prevista é de 11º C e a máxima de 18ºC.

 

Transtornos

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, os bairros mais atingidos foram Rebouças, Santa Felicidade e Centro. Alguns equipamentos públicos foram atingidos, sem que houvesse interrupção de atendimentos. Houve pontos de alagamento em Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), como no refeitório da CMEI Curitiba, secretaria e pátio de acesso às salas do térreo do CMEI Vila Torres e nos corredores do CMEI Marechal Rondon. Também houve registro de alagamento na Casa de Passagem para Mulheres e LGBT, no Rebouças, e nas US Capanema e Ouvidor Pardinho.

No CMEI Augusta, houve infiltração de água da chuva nas paredes. Telhas foram danificadas no CMEI São Leonardo. No CMEI Trindade, o alagamento de salas de aula levou ao remanejamento de 30 crianças para outras salas.

De acordo com a Urbs, dois pontos na região do Rebouças foram inteiramente bloqueados por conta da grande quantidade de pedras de gelo: Rua Alferes Poli, entre as ruas Almirante Gonçalves e Brasílio Itiberê, e na Rua Brasílio Itiberê, entre as ruas Piquiri e João Negrão.

Agentes da Secretaria Municipal de Trânsito estão nesses locais para orientar os motoristas. Um outro cruzamento, também ainda coberto com granizo, mas com tráfego em meia pista, é o das ruas Almirante Gonçalves e João Negrão. Equipes da limpeza pública estão removendo o granizo acumulado na região.

Por causa das fortes chuvas,  foi cancelada a aferição de radares na esquina das ruas Luís Leão e Conselheiro Araújo, no centro, ao lado do Círculo Militar.

A recomendação é circular com velocidade reduzida e os faróis baixos ligados, evitando frenagens bruscas. No centro, o risco é maior em ruas como a Trajano Reis, São Francisco, Almirante Barroso e Avenida Jamie Reis, todas na região do Setor Histórico.

 

Fonte-Leilane Benetta / Tribuna

Fotos/Colaboração -Whatasapp

 

SEM COMENTÁRIO